“Mais direito e mais poder para as mulheres brasileiras” realiza oficina em Pernambuco

Imagem

Hoje (24) e amanhã (25), o Programa “Mais direito e mais poder para as mulheres brasileiras” promove uma discussão igualdade de gênero e políticas para as mulheres. A oficina “Projeto Político e Práxis Feminista” está sendo realizada em Olinda, por 35 representantes das sete organizações não governamentais que integram o programa:

– SOS Corpo

– Rede de Desenvolvimento Humano (REDEH)

– Instituto Patrícia Galvão

– Geledéz

– Cunhã Coletivo Feminista

– Coletivo Leila Diniza

– Centro Feminista de Estudos e Assessoria (CFEMEA)

Segundo a coordenadora do Observatório Brasil da Igualdade de Gênero, Mariana Mazzini, esta “será uma oficina de formação para as representantes das diversas entidades, para que elas possam disseminar conteúdos e aprimorar a construção da igualdade de gênero no Brasil”.

O programa “Mais Direitos e Mais Poder para as Mulheres Brasileiras” é financiado pelo Fundo para a Igualdade de Gênero, da ONU Mulheres. Tem foco em duas áreas: participação das mulheres nos espaços e processos de tomada de decisão e na divisão do poder na esfera pública; e autonomia econômica das mulheres, por meio de sua participação formal no mercado de trabalho.

Desde sua criação, em janeiro de 2011, o programa já realizou diversas atividades, como painéis de discussão, cursos virtuais, oficinas, seminários, ações de advocacy no âmbito dos governos federal e estaduais, entre outras.

por universitariaemcena

Sites para você visitar – 4

Depois do site da Campanha Laço Branco, a equipe do Universitária em Cena traz mais uma dica para você que se interessa por radionovelas e cidadania.

“A radionovela Justiça em Cena é um projeto da Rádio Justiça iniciado em 2004, quando a emissora foi inaugurada. Retomado e reelaborado em 2007, o programa atualmente tem episódios semanais. Em novembro de 2008, foi considerado pela segunda vez consecutiva “Melhor Programa de Rádio” pelo 6º Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça.”

No site é possível conferir a radionovela que está sendo transmitida atualmente, além de acessar produções passadas.

Não deixe de prestigiar! Acesse: http://www.radiojustica.jus.br/radiojustica/programacao!listarAudioRelacionado.action?menuSistema=mn324&entity.id=157052

Sites para você visitar – 3

A dica de hoje fica por conta do site http://www.lacobranco.org.br/

Apesar de não estar atualizado, o site é de extrema importância, pois trata de uma campanha de conscientização dos homens. Acessando a página você pode conferir mais detalhes sobre o projeto, além de ouvir áudios, assistir alguns vídeos e ler textos pertinentes ao tema.

“A Campanha Brasileira do Laço Branco tem o objetivo de sensibilizar, envolver e mobilizar os homens no engajamento pelo fim da violência contra a mulher. Suas atividades são desenvolvidas em consonância com as ações dos movimentos organizados de mulheres e de outras representações sociais que buscam promover a eqüidade de gênero , através de ações em saúde, educação, trabalho, ação social, justiça, segurança pública e direitos humanos.”

Dica de hoje no Universitária em Cena. Não deixe de visitar 😉

por universitariaemcena
Link

Mapa de Violência 2012 – Atualização: homicídio de mulheres no Brasil

2012 é o sexto ano de vigência da lei 11.340, Lei Maria da Penha como é mais conhecida. O objetivo, mais do que nunca, do governo federal e do sistema de justiça do país é unirem forças para juntos erradicar a violência contra a mulher no Brasil.

Para se ter noção do quadro do números de mulheres assassinas até este ano, foi elaborado um Mapa da Violência 2012 pelo CEBELA  (Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos)  e FLACSO (Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais).

Saiba mais na matéria do site Agência Patrícia Galvão.

por universitariaemcena

Festa da Renascença no combate à violência contra mulher

ImagemA Secretaria Estadual da Mulher participa da XII Festa da Renascença com a realização da campanha “Violência contra a mulher é coisa de outra cultura”.

Até o próximo sábado, 18, profissionais da secretaria estarão em Pesqueira, no Agreste, trabalhando no enfrentamento à violência contra a mulher.

Um estande será instalado no pátio do evento, onde será distribuído o material educativo.

“Violência contra a mulher é coisa de outra cultura” é uma ação itinerante e permanente, que percorre todas as regiões de Pernambuco e começa no carnaval e só termina no ciclo natalino.
por universitariaemcena

Pernambuco e ações para cair no ranking de violência nacional contra a mulher

Na véspera dos seis anos da Lei Maria da Penha, 06, o governo do Estado assinou o decretou para criação da Câmara Técnica do Pacto pela Vida para o enfretamento à violência contra a mulher.

De acordo com o governador Eduardo Campos, a Câmara Temática vai ajudar nas diversas políticas seja na qualificação dos profissionais de polícia e na interação com o Ministério Público, “no sentido de criar uma massa crítica que compreenda a questão de gênero nesse fenômeno social de violência”. Otimista, o governador disse ainda que essa Câmara é a “bússola” que vai nortear as prioridades do Pacto pela Vida que levarão Pernambuco ao último lugar do ranking de violência nacional contra a mulher.

A coordenadora do Fortalecimento de Rede da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), Gláucia Helena de Souza, destacou a medida não apenas como uma avaliação, mas como um monitoramento mais eficaz nas ações de governo na implantação de políticas para as mulheres”.

Segundo Eduardo Campos, o estado já reduziu em 40% os crimes contra a mulher. Pernambuco, que há cinco anos ocupava o topo da lista, atualmente está na 10ª posição no ranking de violência nacional contra a mulher.

Foi anunciada também a implantação de mais três Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher: nos municípios do Cabo de Santo Agostinho, Vitória de Santo Antão e Goiana até dezembro deste ano.

Fonte: Secretaria de Políticas para as Mulheres

por universitariaemcena
Link

Aumento de denúncias de violência contra a mulher

Hoje, 07/08, a Lei Maria da Penha completa seis em vigor e em levantamento da Secretaria de Políticas Para as Mulheres, da Presidência da República, os números de denúncias são maiores pelos companheiros(são os vários tipos de relacionamento), em torno de 89%, enquanto que 11% são de familiares e conhecidos. 

Os estados que estão em disparado no ranking são: Distrito Federal, Pará, Bahia, Espírito Santo e Mato Grosso do Sul.

Saiba mais sobre a matéria no clicando no título.

por universitariaemcena

Sites para você visitar – 2

Olá! A dica de hoje é para você visitar o site Observem:

“O OBSERVEM é um espaço de monitoramento das condições de vida da mulher cearense e da violência que se abate sobre as mesmas. Trata-se de uma experiência de acompanhamento das políticas públicas e sociais desenvolvidas local e nacionalmente, principalmente no tocante a efetivação da Lei Maria da Penha e de todas as formas de discriminação contra as mulheres.”

 

Tá esperando o quê? Acesse e saiba um pouco mais sobre o Observatório da Violência Contra a Mulher.

Link

Novo acordo entre Governo e Secretaria de Políticas para as Mulheres!

É assinado acordo de cooperação técnica para realização de ações conjuntas no enfrentamento à violência doméstica e familiar contra à mulher entre a Previdência Social, a Secretaria de Políticas para as Mulheres e o Instituto na última terça-feira (31/07), em Brasília. Na mesma ocasião o INSS e o Instituto Maria da Penha firmam convênio que através da Previdência Social assegura benefícios para as mulheres que sofrerem violência doméstica.

Fique por dentro do acordo e do convênio pelo site Agência de Notícias.

por universitariaemcena